Revisões literárias: a aplicação criativa de romances velhos (sécs. XV-XVII)

Imprimir

Engaste

Edição diplomática do engaste

a las armas Mouriʃcote

Edição moderna do engaste

a las armas, Mouriscote

Edição diplomática do contexto do engaste

Da terra vos ʃei dizer que he mãy de vilões roins, & madraſta de homẽs honrados. Porque os que ʃe câ lanção a buʃcar dinheiro, ʃempre ʃe ʃoſtentão ʃobre a agoa com bexigas. Mas os que ʃua opinião deita, a las armas Mouriʃcote, como maré corpos mortos â praya. Porque ʃabei que antes que amadureção ʃe ʃecão.

Fac-símile
Edição moderna do contexto do engaste

Da terra vos sei dizer que é mãe de vilões ruins e madrasta de homens honrados. Porque os que se cá lançam a buscar dinheiro, sempre se sustentam sobre a água como bexigas; mas os que sua opinião deita a las armas, Mouriscote, como maré corpos mortos à praia, sabei que, antes que amadureçam, se secam.

Referência da identificação do engaste

Vasconcelos, Carolina Michaëlis de, “Estudos sobre o Romanceiro peninsular. Romances velhos em Portugal”, Cultura española, IX, 1908, pp. 98-99.

Fac-símile 
Idioma do engaste
  • Espanhol
Notas ao engaste

Autoria

Autor do engaste
Luís de Camões
Tipo de assinatura do autor
  • Identificada
Ano de nascimento do autor
1524?
Ano de falecimento do autor
1580
Século de atividade do autor
  • XVI
Notas sobre o autor

Composição ou secção quadro

Título da composição ou secção quadro

Carta I mandada da India a hvm amigo

Incipit  da composição ou secção quadro

Desejei tanto hũa vossa

Género literário da composição ou secção quadro
Epistolográfico
Idioma da composição ou secção quadro
  • Português
  • Espanhol
Referência da edição moderna

Camões, Luiz Vaz de, Obras Completas de Luiz Vaz de Camões - Épica e Cartas, com introdução, organização e notas de Maria Vitalina Leal de Matos, volume I, Lisboa, E-Primatur, 2017, p. 403.

Reelaboração discursiva do verso de origem do engaste
Não
Reelaboração semântica do verso de origem do engaste
Paródica

Obra

Referência da obra

Rimas de Lvis de Camões Accrescentadas nesta segunda impressaõ. Dirigidas a D. Gonçalo Coutinho. Impressas com licença da Sancta Inquisição. Em Lisboa. Por Pedro Crasbeeck. Anno de 1598. A custa de Esteuão Lopez mercador de libros. Com Priuilegio, fol. 191v.

Género literário da obra
  • Lírico
  • Epistolográfico
Idioma da obra
  • Português
  • Espanhol
Notas à obra

Esta obra encontra-se disponível na coleção digital da Biblioteca Nacional de Portugal, http://purl.pt/14706 [20/07/2018].

Proveniência textual do engaste

Título e IGR do romance
0060 - A las armas, Moriscote

Tradição Antiga

Verso do romance de proveniência

A las armas moriscote | si las as en voluntad

A las armas moriscote | si las has de voluntad (LMV1554)

Incipit do romance de proveniência

A las armas moriscote | si las as en voluntad

A las armas moriscote | si las has de voluntad (LMV1554)

Posição do verso no romance
  • Incipit
Tradição Moderna
Presença do romance na tradição moderna portuguesa
Não
Presença do romance nas restantes tradições modernas pan-hispânicas
Não
Notas sobre a tradição moderna