Revisões literárias: a aplicação criativa de romances velhos (sécs. XV-XVII)

Imprimir

Engaste

Edição diplomática do engaste

Passeauase Siluana | por hum corredor hum dia

Edição moderna do engaste

Passeava-se Silvana | por um corredor um dia

Edição diplomática do contexto do engaste

Da lhe huã viola, tange como que quer cantar. | G. Pois que naõ poo al fazer, | B. Ay que canta, enaõ eſcarra! | G. Ora eylo vay. | Canta Dom Gil ò melhor que pode ò que ſeſegue cantando. | G. Paeauaſe Siluana | por hum corredor hum dia

Fac-símile
Edição moderna do contexto do engaste

Dá-lhe ũa viola. Tange como que quer cantar. | Gil   Pois que não posso al fazer... | Brites   Ai, que canta e não escarra! | Gil   Ora, ei-lo vai. | Canta dom Gil o melhor que pode o que se segue. | Gil (cantando)   Passeava-se Silvana | por um corredor um dia.

Referência da identificação do engaste

Vasconcelos, Carolina Michaëlis de, “Estudos sobre o Romanceiro peninsular. Romances velhos em Portugal”, Cultura española, X, 1908, pp. 465-467.

Fac-símile 
Idioma do engaste
  • Português
Notas ao engaste

Teresa Araújo identificou a procedência temática e analisou o significado e funcionalidade deste engaste no estudo "Entreditos da corte amorosa de Dom Gil" (in Maria do Rosário Pimentel e Maria do Rosário Monteiro (org.), D. Francisco Manuel de Melo. O Mundo é Comédia, Lisboa, Edições Colibri, pp. 101-113.

Autoria

Autor do engaste
Francisco Manuel de Melo
Tipo de assinatura do autor
  • Identificada
Ano de nascimento do autor
1608
Ano de falecimento do autor
1666
Século de atividade do autor
  • XVII
Notas sobre o autor

Composição ou secção quadro

Título da composição ou secção quadro

O Fidalgo Aprendiz

Incipit  da composição ou secção quadro

Sou vello, ja fui mancebo

Género literário da composição ou secção quadro
Dramático
Idioma da composição ou secção quadro
  • Português
  • Espanhol
Referência da edição moderna

Melo, Francisco Manuel de, O Fidalgo Aprendiz, Centro de Estudos de Teatro, Teatro de Autores Portugueses do Séc. XVII, www.cet-e-seiscentos.com [10/10/2018].

Reelaboração discursiva do verso de origem do engaste
Reelaboração semântica do verso de origem do engaste

Obra

Referência da obra

Obras Metricas de Don Francisco Manvel Al Serenissimo Señor Infante Don Pedro. Contienen La Tres Musas. El Pantheon. Las Musas Portuguesas. El Tercer Coro de las Musas. En Leon de Francia. Por Horacio Boessat, y George Remevs. 1665. Con Licencia de los Svperiores, p. 247.

Género literário da obra
  • Dramático
  • Lírico
Idioma da obra
  • Português
  • Espanhol
Notas à obra

Proveniência textual do engaste

Título e IGR do romance
0005 - Silvana

Tradição Antiga

Verso do romance de proveniência
Incipit do romance de proveniência
Testemunhos antigos do romance
Posição do verso no romance
Tradição Moderna
Presença do romance na tradição moderna portuguesa
Sim
Presença do romance nas restantes tradições modernas pan-hispânicas
Sim
Notas sobre a tradição moderna