Relit-Rom

Revisões literárias: a aplicação criativa de romances velhos (sécs. XV-XVII)

 

 

Engaste

Edição diplomática do contexto do engaste

Por onde ſe diz no cancioneiro, que apparecendo o Meſtre de Calatraua armado a cauallo na Veiga de Granada, buſcando quem lhe ſaiſe, ſahio a hũa varanda a Raynha, & Damas a velo. Y el Maestre la conoce, | Y abaxara la cabeça, | La Reyna le hace meſura, | Y las Damas reuerencia.

Edição diplomática do engaste
Edição moderna do contexto do engaste
Edição moderna do engaste
Referência da identificação do engaste

Vasconcelos, Carolina Michaëlis de, “Estudos sobre o Romanceiro peninsular. Romances velhos em Portugal”, Cultura española, IX, 1908, p. 96.

Idioma do engaste
  • Português
  • Espanhol

Autoria

Autor do engaste
Miguel Leitão de Andrade
Tipo de assinatura do autor
  • Identificada
Ano de nascimento do autor
1553
Ano de falecimento do autor
1630
Século de atividade do autor
  • XVI
  • XVII
Notas sobre o autor

Composição ou secção quadro

Título da composição ou secção quadro

Dialogo XVIII. Da verdadeira nobreza Senhoria, & merce. Titulos, rico, homem, infanção vassallo del Rey. E tirar do chapeo. E fazer mesura. E que seja Corte. E cortesia.

Incipit  da composição ou secção quadro

Assim he,  esse he o verdadeiro thesouro, em que deuia estar sẽpre nosso coração.

Género literário da composição ou secção quadro
Historiográfico
Idioma da composição ou secção quadro
  • Português
  • Espanhol
Referência da edição moderna
Reelaboração discursiva do verso de origem do engaste
Reelaboração semântica do verso de origem do engaste
Análoga

Obra

Referência da obra

Miscellanea do Sitio de N. S.ª da Lvz do Pedrogão Grande Apparecim.to de sua sta Imagem. Fundação do seu Conu.to e da See de lx.a Expugnacão della perda del rei Sebastiam e  seia nobreza S.or S.a vassallo del rei rico home infancão corte cortezia mizvra reverencia e tirar o chapeo e prodigios Com m.tas curiozidades e Poezias diuersas Por Mighel Leitão d. Andra Comedor de Christo em Lx.a por Matheus Pinheiro anno 1629, p. 558.

Género literário da obra
  • Historiográfico
Idioma da obra
  • Português
  • Espanhol
Notas à obra

Esta obra encontra-se disponível na coleção digital da Biblioteca Nacional de Portugal, http://purl.pt/14193 [20/07/2018].

Proveniência textual antiga

Verso do romance de proveniência

El Maestre la conosce | barado [sic] le ha la cabeça, | la Reyna le haze mesura, | y las damas reuerencia

Incipit do romance de proveniência

Por la Vega đ Granada | vn Cauallero passea

Testemunhos antigos do romance

Livros

Rosa Española. Segunda Parte de Romances de Joan Timoneda, que tratan de hystorias de España. Dirigidos al prudente Lector. (?) Impressos con Licencia. Año. 1573 Uenden se en casa de Joan Timoneda, fol. lxvjr (Rosas de Romances por Juan Timoneda (Valencia 1573), Valencia, Editorial Castalia, 1963).

Posição do verso no romance
  • Incipit

Tradição Oral Moderna

Título e IGR do romance
0649 - El maestre, la reina y Barberín
Presença do romance na tradição moderna portuguesa
Não
Presença do romance nas restantes tradições modernas pan-hispânicas
Não
Notas sobre a tradição oral moderna